top of page

“Por que vocês procuram entre os mortos Aquele que está vivo?” (Lc 24,5)


Dom João Santos Cardoso

Arcebispo de Natal

 

Nesta Páscoa, somos convidados a refletir sobre o magnífico anúncio feito pelo Anjo às mulheres que foram ao túmulo de Jesus: “Por que vocês procuram entre os mortos Aquele que está vivo? Ele não está aqui. Ressuscitou!» (Lc 24, 5-6). O túmulo é, por definição, o lugar de onde quem entra não sai. Entretanto, o Senhor não estava no túmulo, pois não podia continuar prisioneiro da morte, Ele que é a própria fonte da vida. "Ele não está aqui! Ressuscitou, como havia dito!" (Mt 28, 6).


A ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo é o fundamento da nossa fé, o sinal definitivo do amor incondicional de Deus por nós. A ressurreição de Cristo é o evento mais extraordinário da história humana. O que era humanamente impensável aconteceu: «Jesus de Nazaré... Deus o ressuscitou, libertando-o dos grilhões da morte» (At 2, 22-24).


A ressurreição do Senhor não é um mito, um sonho, uma visão, uma utopia, nem uma fábula, mas um acontecimento único e irrepetível que se deu na história: Jesus de Nazaré, que na Sexta-feira foi descido da cruz e sepultado, saiu vitorioso do túmulo. Com efeito, ao alvorecer do primeiro dia após o Sábado, Pedro e João encontraram o túmulo vazio (Jo 20, 3-8). Madalena e as outras mulheres encontraram Jesus ressuscitado (Mt 28, 1-7; Mc 16, 1-11); igualmente, os dois discípulos de Emaús reconheceram o Senhor ao partir o pão (Lc 24, 30-31); o Ressuscitado apareceu aos Apóstolos à noite, no Cenáculo, e depois a muitos outros discípulos na Galileia (Lc 24,36-50).


A Ressurreição não é uma teoria, mas uma realidade histórica e uma verdade revelada por Nosso Senhor Jesus Cristo por meio da sua Páscoa, que nos abriu o caminho para o céu. A Ressurreição do Senhor conta com o testemunho daqueles que, a partir do túmulo vazio, puderam constatar que algo extraordinário ocorreu no sepulcro que acolheu o corpo do Senhor. O túmulo não foi violado, nem apresenta sinais de violação! A pesada pedra foi cuidadosamente removida, os panos que envolveram o corpo do Senhor estavam devidamente arrumados, tal como alguém que, ao despertar e levantar-se do seu leito, o deixa cuidadosamente em ordem (Jo 20, 5-8). A Ressurreição do Senhor é atestada pelo testemunho daqueles que tiveram suas vidas transformadas pela experiência com o Ressuscitado. Maria Madalena e os discípulos que foram ao túmulo vivenciaram uma profunda transformação de vida decorrente do encontro com o Senhor.


O anúncio da ressurreição do Senhor ilumina as zonas escuras do mundo em que vivemos, um mundo marcado por desafios, medos, desânimo e injustiças. No entanto, a vitória de Cristo sobre a morte nos assegura que nenhum desses obstáculos é insuperável. Assim como Cristo ressuscitou, somos chamados a deixar nossas "sepulturas" pessoais, superando tudo aquilo que nos aprisiona, para abraçar a plenitude da vida que Ele nos oferece.


Que o poder transformador da Ressurreição renove sua vida e o/a inspire a vencer todas as situações de morte encontradas no caminho! Que sua vida seja iluminada com os sinais da vitória de Cristo! Que suas ações reflitam os raios luminosos da Ressurreição do Senhor, anunciando a alvorada da Páscoa e contribuindo para a construção de um mundo mais justo e fraterno, onde o amor de Deus seja vivenciado e compartilhado!


Esta é a verdadeira experiência da Páscoa: experimentar a salvação de Deus na própria vida e realizar a passagem do pecado para a vida da graça, na certeza do seu amor salvífico.  "Pois Deus amou tanto o mundo que deu o seu Filho único, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3, 16).


Que a glória do Cristo Ressuscitado brilhe sobre você, iluminando sua vida e missão! Que a esperança e a alegria da Ressurreição sejam uma fonte constante de força e inspiração em sua jornada, permitindo-lhe viver como uma pessoa ressuscitada, que caminha neste mundo, aspirando às coisas do alto.

Komentarze


bottom of page