Dom Alair Vilar Fernandes de Melo


Dom Alair Vilar Fernandes de Melo

3º Arcebispo Metropolitano

(Natal-RN, 5 de junho de 1916 — Natal-RN, 20 de agosto de 1999)


O terceiro arcebispo de Natal nasceu em 6 de junho de 1916, na capital potiguar, e dedicou sua vida ao sacerdócio. Ingressou no Seminário de São Pedro, aos dez anos, e foi ordenado padre aos 23, por Dom Marcolino Dantas. Como padre, assumiu a Paróquia de Goianinha, em 1939, e, em 1941, foi para Santa Cruz, onde passou dez anos como pároco. Foi reitor do Seminário de São Pedro, em 1952, ano em que foi nomeado Vigário Geral da Arquidiocese, permanecendo até 1970. Naquele ano, o Papa Paulo VI o nomeou bispo da Diocese de Amargosa, no interior da Bahia.

Em 1988, após 18 anos como bispo de Amargosa, Dom Alair voltou ao Rio Grande do Norte, como Arcebispo Metropolitano de Natal. No início do seu governo, Dom Alair nomeou o Monsenhor Francisco de Assis Pereira como postulador da Causa, no Processo de Beatificação dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu. Foi durante seu pastoreio que, em 21 de novembro de 1988, houve a inauguração solene da nova Catedral Metropolitana, na Praça Pio X. Foi também durante seu governo que Natal sediou o XII Congresso Eucarístico Nacional, em 1991, que contou com a presença do papa João Paulo II, no seu encerramento. Criou sete paróquias. Durante cinco anos, assumiu o governo arquidiocesano, renunciando em 1993. Dom Alair faleceu no dia 20 de agosto de 1999, em Natal.