Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação – Cidade Alta - Natal



Praça André de Albuquerque, s/n, Cidade Alta

59025-580 – Natal (RN)

Telefone: (84) 3615-2808

Pároco: Pe. Bianor Francisco de Lima Junior

Pároco emérito: Mons. Agnello Dantas Barretto


Redes sociais: Instagram: @paroquiadaapresentacao YouTube: Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação


Horários de missas

Matriz de Nossa Senhora da Apresentação (antiga Catedral) Terça a sábado - 16h30 Domingo - 7h e 16h30 Capela de São Félix Domingo - 09h Capela do Sagrado Coração de Jesus Domingo - 09h Igreja de Nossa Senhora do Rosário Sábado – 17h

Domingo – 8h e 9h30

Primeira sexta-feira – 17h Igreja de Santo Antônio (Igreja do Galo):

Segunda e sábado – 6h30 e 18h

Terça a sexta – 6h30, 11h30 e 18h Domingo - 8h, 10h e 18h


Horário de atendimento na secretaria paroquial: Segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 17h


Bairro que abrange: Cidade Alta

Ano de criação: 1598


História


Fundada no ano de 1599 a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação é a primeira igreja construída no Estado do Rio Grande do Norte.

Na Matriz, no dia 25 de dezembro de 1599 aconteceu a Missa de Fundação da Cidade do Natal.

No ano de 1601 é criada a Paróquia de Nossa Senhora da Apresentação, por alvará da coroa portuguesa, se tornando a primeira paróquia criada em solo potiguar.


Em 1633 o pároco era o Pe. Ambrósio Francisco Ferro, quando a Capitania do Rio Grande do Norte foi dominada pelos holandeses. O Pe. Ambrósio foi assassinado em Uruaçu junto com outros 27 paroquianos por não negarem a Fé Católica, os tornando Mártires. No ano 2000 foram beatificados pelo Papa João Paulo II (santo).

Em outubro de 2017 foram canonizados pelo Papa Francisco, na Praça de São Pedro, Vaticano.


No dia 21 de novembro de 1753, um grupo de pescadores pescavam no Rio Potengi quando acharam um caixote encalhado em uma pedra à margem direita do Potengi. Ao abrirem o caixote encontraram uma imagem de Nossa Senhora do Rosário envolvida em uma faixa na qual lia-se “Aonde essa imagem chegar, nenhuma desgraça acontecerá” Logo chamaram para o local o Pe. Manoel Corrêa Gomes, então pároco da Matriz, que conduziu o vulto para a Matriz. Por se tratar do dia 21 de novembro, data da Festa da apresentação de Maria ao templo, deram a imagem o título de Nossa Senhora da Apresentação.


No final de 1890 até 1904 foi pároco da Matriz o Servo de Deus Pe. João Maria Cavalcanti de Brito, no qual marcou a paróquia por sua intensa caridade, aclamado até os dias atuais como “Anjo de Natal”.


No ano de 1909 a Diocese de Natal foi criada e a Matriz elevada a dignidade perpétua de Sé Catedral, pela Bula Apostolicam in Singulis do Papa Pio X.


Em 1952 a Diocese foi elevada a Arquidiocese, pela Bula Arduum Onus do Papa Pio XII, elevando-a a dignidade de Catedral Metropolitana.


No ano de 1988 com a dedicação da nova Catedral a Sé do Arcebispo foi transferida para o novo templo e a Igreja Matriz ficou como Co-Catedral da Arquidiocese de Natal.