Regional Nordeste 2 lança Novena do Natal em Família


A Comissão para a Novena de Natal da CNBB Nordeste 2 concluiu a elaboração dos encontros que vão compor o subsídio deste ano. A nova edição do subsídio, que propõe um roteiro de preparação espiritual para a chegada do Menino Jesus, terá como tema “Deus caminha conosco”, mote inspirado no Sínodo dos Bispos 2021-2023.


Como subtema, a Novena de Natal 2022 apresentará a reflexão “Nasceu por nós à beira do caminho e foi colocado no presépio!”, extraído dos ensinamentos de São Francisco de Assis. As temáticas perpassarão os nove encontros iluminando os momentos de leitura do Evangelho, oração, louvor, meditação sobre o contexto atual e as proposições para gestos concretos de misericórdia.


A Novena de Natal da CNBB NE2 deste ano, tem como objetivos, a partir da apresentação da Palavra de Deus, que é o tema central do livro, refletir a caminhada sinodal, à luz do mistério do Natal. O subsídio também busca estimular o entendimento do Documento Preparatório para o Sínodo 2021-2023, especialmente, a seção de número 30 do texto da Igreja.


O bispo de Caicó (RN), vice-presidente da CNBB NE2 e referencial para a Comissão da Novena de Natal, dom Antônio Carlos Cruz Santos, anunciou, nesta sexta-feira (10), que o documento passará por uma revisão e seguirá para gráfica. Em vídeo publicado nas redes sociais, o religioso motivou as 21 dioceses do Regional a adquirirem o subsídio.

“Desde já motivamos a todas as dioceses para que comecem a fazer os pedidos e possamos fazer uma Novena de Natal que toque o coração das pessoas, preparando cada vez mais para o encontro daquele que vem ao nosso encontro, o ‘Emanuel, Deus conosco'”, afirmou dom Antônio Carlos.

Prazos

As dioceses e arquidioceses interessadas na Novena de Natal 2022, deverão fazer os pedidos, impreterivelmente, até o dia 1º de agosto. Os examplares devem ser solicitados pelos e-mails secexecutivo@cnbbne2 ou recepcao@cnbbne2.org.br.

A expectativa é de que os livros da Novena sejam enviados pela gráfica no mês de outubro. Se cumprido esse planejamento, os fiéis poderão adquirir o subsídio dois meses antes do Natal.


Texto e foto: assessoria de comunicação do Regional Nordeste 2