top of page

Orientações do Arcebispo de Natal sobre o funeral de Bento XVI


FOTO: Ir. Maria Nilza Pereira

Natal, 31 de dezembro de 2022.



Aos sacerdotes, aos diáconos, às religiosas, aos religiosos e a todo o Povo de Deus presente em nossa Arquidiocese



Caros irmãos e irmãs:


Recebemos, com pesar, a notícia do falecimento do amado Papa emérito Bento XVI, através do comunicado emitido pelo diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni, na manhã deste dia 31 de dezembro de 2022, ocorrido às 9h34 (horário de Roma), em sua residência, o Mosteiro Maria Mater Ecclesiae, no Vaticano.


Desde a última quarta-feira, a convite do Papa Francisco, dado ao agravamento do seu estado de saúde, toda a Igreja já se encontrava em atitude de intensa oração com o objetivo de acompanhá-lo e de sustentá-lo com a nossa proximidade cristã e fraterna. Agora, tendo feito sua passagem de retorno à Casa do Pai, devemos nos manter ainda mais unidos, por meio da oração, pedindo por seu descanso eterno.


Pelas informações já repassadas pela Santa Sé, o seu funeral terá início no dia 2 de janeiro de 2023, quando seu corpo será conduzido à Basílica de São Pedro para os gestos de saudações e despedidas da parte dos fiéis e a missa exequial acontecerá no dia 5 de janeiro de 2023, às 9h30, na Praça de São Pedro, sob a presidência do Papa Francisco.


Das primeiras vésperas da solenidade da Santa Mãe de Deus Maria Santíssima em diante, até o findar do dia 1º de janeiro de 2023, não se celebre outra liturgia. Acrescente-se, no entanto, em todas as celebrações eucarísticas, até o seu sepultamento, a seguinte prece, no momento das orações dos fiéis:


Pelo falecido Bento XVI, papa emérito: o Senhor que o escolheu na Igreja como colaborador na difusão da verdade, dê-lhe de contemplar o Seu rosto de luz e de paz e o associe no céu ao louvor da nova Jerusalém, que na terra cantou junto à comunidade dos homens e mulheres de fé. Rezemos.


Nos próximos dias, especialmente durante o período do seu funeral, pode-se celebrar a Santa Missa em sufrágio do Papa emérito Bento XVI, servindo-se de um dos formulários propostos no Missal Romano para as missas dos fiéis defuntos “Para um Papa” (pp. 979-981). Nos textos se deverá dizer “o Papa emérito Bento XVI”.


Quanto ao toque dos sinos, proceda-se de acordo com o costume do lugar, podendo fazê-lo de modo um pouco mais prolongado e repeti-lo de acordo com a conveniência. Os dias e horários podem ser estabelecidos, com critério e bom senso, pelos próprios párocos e/ou administradores paroquiais, desde que não se ultrapasse a data do sepultamento.


No que se refere ao hasteamento da bandeira da Cidade do Vaticano, a meio mastro, proceda-se conforme o costume da comunidade, caso tenha por hábito hasteá-la em outros momentos da vida eclesial, como por exemplo nas festas dos padroeiros.


Presidirei, na Catedral Metropolitana, a celebração eucarística, em sufrágio do Papa emérito Bento XVI, no dia 4 de janeiro de 2023, às 16h30, para a qual todos os sacerdotes, diáconos, religiosas e religiosos, e os fiéis leigos em geral são convidados.


Recomendo, vivamente, que em todas as paróquias, comunidades religiosas, demais organismos de nossa Arquidiocese e, especialmente nos lares católicos, sejam motivados os momentos de oração na intenção da vida eterna do Papa emérito Bento XVI, como expressão de nossa comunhão fraterna e eclesial e pelo imenso dom que foi, para a Igreja e para o mundo, sua vida e o seu ministério, de sacerdote, de teólogo, de bispo e de Papa.


Todo o seu testemunho de vida, e especialmente neste período de maior prova durante os anos da velhice e da enfermidade, continuará a sustentar a humanidade como eloquente exemplo de oferta de si, contribuindo para refletir o belo rosto da Igreja que, por sua vez, busca refletir o rosto de Cristo.


Unidos pelas preces, como vosso Pastor, vos abençoo no Senhor.




Dom Jaime Vieira Rocha Arcebispo Metropolitano de Natal


Comments


bottom of page