Dom Joaquim Antônio de Almeida


Dom Joaquim Antônio de Almeida

1º Bispo de Natal

(Goianinha-RN, 17 de agosto de 1868 — Macaíba-RN, 30 de março de 1947)


Dom Joaquim Antônio de Almeida nasceu em Goianinha (RN), dia 17 de agosto de 1868. Fez o curso secundário no Colégio Diocesano, em Olinda (PE) e ordenou-se em Fortaleza (CE), em 1894. Celebrou sua primeira missa, na Igreja de Nossa Senhora dos Prazeres, padroeira de sua terra natal.

Sagrado bispo, foi eleito para diocese do Piauí, em 1906. Foi transferido para Natal, assumindo a diocese em 15 de junho de 1911, onde permaneceu até 1915, afastando-se por motivo de doença. Retornou aos trabalhos na Paraíba e em Pernambuco e, em 1944, voltou a Goianinha e celebrou a missa comemorativa dos seus cinquenta anos de apostolado. Neste mesmo ano, passou a residir em Macaíba, com sua irmã, Doroteia de Macedo.

Sagrado bispo, foi eleito para diocese do Piauí, em 1906. Foi transferido para Natal, assumindo a diocese em 15 de junho de 1911, onde permaneceu até 1915. Enquanto bispo de Natal, Dom Joaquim Antônio de Almeida (1910-1915), instalou a primeira experiência de seminário diocesano, nomeando Monsenhor Alfredo Pegado como reitor. Também criou o colégio diocesano e o confiou aos padres da Sagrada Família. Conheceu a situação religiosa do povo através das visitas pastorais às paróquias do interior, enfrentando longas viagens, que duravam meses seguidos, tendo o cavalo como condução. Restaurou a paróquia de São Gonçalo do Amarante e criou a paróquia de Taipu. Ordenou dez padres. Exerceu o seu múnus até 15 de junho de 1915, quando renunciou ao Bispado, depois de ter sofrido um derrame cerebral, enquanto fazia visita pastoral à paróquia de Canguaretama.